Residência Ametista

ProjetoResidência Ametista
CategoriaResidencial
LocalSanta Maria – RS
Ano2007

O conceito da residência ultrapassou as fronteiras do Uruguai e do Brasil. A proposta de projeto vincula-se com uma atividade da região de Artigas e Quaraí, qual seja, a extração de pedras semipreciosas, mais especificamente a Ametista, que dá nome à residência.

O desenvolvimento do projeto evoluiu a partir da caracterização desta pedra, ou seja, se identificou que a Ametista possui uma camada externa em tom cinza escuro, logo, a beleza da pedra, que é composta por quartzo em uma coloração violeta, está no interior da rocha. Com isto, perfeitamente se determinou a funcionalidade e formalidade da residência, onde no volume branco superior em destaque está o setor íntimo, logo este possui um envoltório proposto em um plano cinza escuro, que pode se visualizar desde o pátio da residência. Já a casca de pedra está caracterizada pelo volume inferior, onde acontece o setor social, contemplado pela sala de estar, jantar, escritório social, entre outros.

A composição da residência Ametista, complementa-se pela hierarquia, onde conceitualmente experimentou-se a relação entre forma e função, sempre considerando a viabilidade estrutural. Localizada na região de bi fronteira, a proposta arquitetônica levou em consideração os princípios básicos de orientação solar, ventilação passiva e cobertura verde, atribuindo os conceitos de sustentabilidade ao projeto.

Share:

×